Condomínio Inteligente: 7 tendências para você ter mais qualidade de vida

Tecnologia 20 de maio de 2022

Precisamos perceber que a mudança tecnológica mudou a maneira como fazemos quase tudo – e isso inclui a maneira como vivemos. Como exemplo, temos os condomínios inteligentes, que já viraram “objeto de desejo” de quem preza majoritariamente por segurança, praticidade e conforto.

O condomínio inteligente envolve um alto nível de tecnologia em seus processos, visando obter a conexão ideal entre todos os elementos que o fazem funcionar. Afinal, para ser considerado de fato inteligente, não basta apenas ter as tecnologias no prédio: elas também devem ser capazes de se integrar umas às outras. E, quanto mais intimamente ligados forem os processos, menos despesas e esforços serão necessários para executá-los.

Portanto, a ideia é que, a partir do uso da internet e da tecnologia, a relação entre os condôminos e funcionários seja otimizada. Essa otimização diz respeito a descomplicar processos por meio da automatização, acarretando no aumento de produtividade da equipe e na redução de custos.

A seguir, confira algumas das principais tecnologias que fazem um condomínio inteligente ser considerado como tal:

1. IDENTIFICAÇÃO BIOMÉTRICA

A biometria pode ser usada para permitir que moradores e funcionários, assim que identificados, entrem nos edifícios. O método mais popular de biometria é a leitura de impressões digitais, mas também existem soluções para escanear a retina e a íris, por exemplo.

Dessa forma, mesmo que estranhos ou parentes tentem entrar, serão impedidos, limitando sua permissão de acesso à autorização do proprietário do apartamento. Ou seja, é um método bastante seguro, uma vez que replicar impressões digitais é muito mais difícil do que descobrir senhas, concorda?

2. ASSEMBLEIA VIRTUAL

São muitos os benefícios que uma assembleia virtual pode proporcionar. Além do conforto de não precisar sair de casa, o maior deles é diminuir o percentual de ausências de condôminos em reuniões graças à flexibilidade do método. Elas ainda podem ser gravadas e arquivadas para serem assistidas em outra ocasião.

3. ARMÁRIOS INTELIGENTES

Armários inteligentes e automatizados são uma alternativa moderna e extremamente segura que permite receber, armazenar, notificar e entregar encomendas nos apartamentos, sem a necessidade de funcionários para isso.

É simples: quando o entregador dos correios ou transportadora chega ao prédio, ele usa uma tela própria, como a de um caixa eletrônico do banco, e seleciona o número da unidade, bem como o tamanho de porta para inserir a encomenda. Em seguida, automaticamente se abre um compartimento para que ele possa depositar o pacote.

4. PORTARIAS REMOTAS

Não que é o condomínio inteligente visa dispensar porteiros físicos – eles continuam existindo, mas não fisicamente no prédio. Trata-se de um sistema que funciona por meio de uma central remota conectada à guarita. Assim, o porteiro fica em um local remoto e seguro, onde pode acompanhar todos os movimentos do condomínio por meio de walkie-talkies e câmeras. Esse tipo de tecnologia também utiliza áudio e vídeo para monitorar as visitas de pessoas em apartamentos, evitando a demanda de contratar funcionários só para controlar entrada de veículos.

5. AGENDAMENTO VIRTUAL DAS ÁREAS COMUNS

Algumas ferramentas do mercado também permitem que os moradores gerenciem as áreas comuns de forma 100% online. Assim, é possível consultar a agenda do salão, marcar datas para uso e garantir que os convidados sejam recebidos da melhor forma possível, sem contratempos.

Também existem soluções que permitem criar salas de reuniões, ficando muito mais fácil realizar um encontro online ou uma call reunião rápida para resolver quaisquer conflitos sobre o apartamento.

6. INTERFONES COM ATENDIMENTO REMOTO

Funcionando como uma espécie de bina, os interfones virtuais permitem que as pessoas gravem chamadas quando o morador não está em casa para atender, registrando até o horário, data e a duração da mensagem. Para tanto, é preciso cadastrar os moradores em uma central, a fim de que, quando alguém realizar uma ligação, ela seja direcionada automaticamente para um sistema PABX. Mas a chamada é recebida no próprio celular do morador.

7. CONDOMÍNIO INTELIGENTE PENSA EM ENERGIA SUSTENTÁVEL

Afinal, ele sabe se preocupar com seus condôminos e, também, com o meio ambiente. E o fator sustentabilidade, atualmente, consegue influenciar na decisão de compra de muitas pessoas. Por isso, muitas das construções modernas planejam a instalação de sensores automáticos de iluminação nas áreas comuns, para que as lâmpadas só acendam na presença de alguém, evitando desperdício de energia elétrica. Além disso, são comuns sistemas fotovoltaicos para captação da energia solar, também para utilização dela nas áreas comuns, e com o mesmo objetivo. Nesse sentido, elevadores eco eficientes são outra boa solução para o prédio só usar energia quando ele estiver em movimento.

Com decisões sensatas como essas, é possível fazer com que as energias renováveis e sustentáveis abatam até 30% da conta de energia elétrica do condomínio.