Envie uma mensagem
Fale com um consultor
Fale via whatsapp
BLOG

Guia para garantir inovação na Construção Civil!

07/02/2020
ASSINE NOSSA NEWSLETTER:

A revolução tecnológica está cada vez mais presente em todos os setores da economia, e isso não poderia ser diferente dentro do ramo imobiliário. Diante desse cenário otimista, a inovação na construção civil ganha um destaque significativo.

De fato, o uso de ferramentas automatizadas dentro do canteiro de obras tem tudo para otimizar o procedimento de construção civil. Essa tendência promissora está embasada em três pilares: sustentabilidade, tecnologia e automação.

Desse modo, buscar alternativas inovadoras é uma forma de garantir uma maior valorização do projeto de um condomínio residencial perante o mercado por meio de sua diferenciação. Assim, a automação residencial é uma das maiores tendências para os próximos anos.

Mas, afinal, como funciona esse fenômeno? Quer saber mais sobre como colocar essa tendência em prática? Para ajudar a esclarecer as principais questões sobre o assunto, este artigo vai apresentar um guia completo sobre o movimento de implementação da inovação na construção civil. Acompanhe a leitura e fique por dentro do assunto!

Por que buscar alternativas inovadoras na construção civil?

A pesquisa e a tecnologia estão andando cada vez mais juntas no ramo da construção civil. O principal objetivo é otimizar as operações imobiliárias, reduzir as despesas, evitar o desperdício e dinamizar o procedimento de obras.

Diante desse cenário promissor, a busca por alternativas inovadoras se tornou um requisito fundamental, especialmente em decorrência da existência de um mercado tão competitivo e acirrado. De fato, cada vez mais os consumidores, conscientes de sua importância e de seu papel, buscam construtoras eficientes, confiáveis e ágeis para conduzir a conclusão das obras.

 

Nesse sentido, diante de uma concorrência bruta e dinâmica, quanto mais competente for a construtora, maiores serão as chances de ela conquistar os investidores e fechar bons negócios.

Sendo assim, a implementação de soluções inovadoras na área da construção civil envolve o uso de materiais mais modernos e sustentáveis, a elaboração de design arrojado, a reinvenção de técnicas mais eficientes e novas abordagens a fim de evitar o desperdício de materiais e reduzir as despesas. Tudo isso vai contribuir para agilizar o procedimento de obras e dar mais qualidade para a construção.

O que se pode comentar acerca da sustentabilidade na construção civil?

A preservação do meio ambiente sempre ganha foco quando o assunto é o desenvolvimento de uma construção civil. Esse tema tem especial prioridade dentro do mercado imobiliário, uma vez que suas repercussões, tanto negativas quanto positivas, são imediatas.

Afinal, trata-se de um ramo com grande influência na economia. Contudo, também é um setor delicado e que merece cuidados por parte das construtoras, uma vez que qualquer falta de cautela pode trazer sérios impactos para o ambiente em decorrência principalmente do respeito à natureza, como o despejo de dejetos, o não reaproveitamento de recursos naturais, a extração excessiva de materiais, entre outros elementos. Confira, a seguir, mais detalhes sobre o tema.

O que é sustentabilidade na construção civil?

A sustentabilidade envolve o uso de técnicas alternativas e mais saudáveis a fim de preservar os recursos presentes do meio ambiente. Além disso, essa metodologia busca reduzir os danos causados na natureza.

De fato, o principal intuito é priorizar o uso de materiais biodegradáveis e ecoeficientes. Os principais exemplos são o investimento em energia renovável, a gestão correta dos resíduos no canteiro de obras, o trabalho para evitar o desperdício de recursos etc.

A importância da sustentabilidade

A ideia da sustentabilidade na construção civil é incentivar o consumo consciente de matérias-primas e tentar minimizar a produção de resíduos. Para isso, são utilizados métodos de uso racional e de reaproveitamento dos recursos naturais, como água e energia solar.

Nesse sentido, o investimento em técnicas de inovação na construção civil é essencial para evitar os impactos ambientais negativos e preservar o meio ambiente. Esse cuidado é muito importante, já que um projeto de construção civil costuma trazer impactos negativos para o ambiente, como a geração de resíduos, o despejo de dejetos no canteiro de obras e a extração de matérias-primas diretamente do solo.

No entanto, um projeto de construção sustentável requer um estudo prévio do local e das condições da obra. Para isso, devem ser observados alguns elementos do ponto de vista ambiental, ecológico, social, econômico e imobiliário. Se todos esses fatores estiverem em perfeita consonância, o projeto terá grandes chances de seguir firme e ser concluído.

Quais são os principais exemplos de sustentabilidade na construção civil?

Existem várias alternativas para reduzir os impactos de um projeto de construção civil. Conheça, a seguir, alguns exemplos de estratégias que trazem mais conscientização ambiental e garantem mais sustentabilidade para uma obra.

Reaproveitamento da água

A água é um recurso importante durante toda a obra. Desse modo, se torna importante investir na economia e no reaproveitamento desse recurso natural. Essa medida envolve a instalação de um sistema de calhas no canteiro de obras que garante a coleta, o armazenamento em locais especiais e o reuso posteriormente.

Gestão de resíduos

A gestão de resíduos significa a administração de dejetos e entulhos que são produzidos ao longo da construção da obra, incluindo aí a terraplanagem e a fundação. O ideal é separar um local para que esses materiais sejam despejados a fim de manter o ambiente organizado e limpo e permitir o reaproveitamento de alguns materiais.

Iluminação mais sustentável

O uso de lâmpadas LED é uma ótima alternativa para trazer mais sustentabilidade à construção. Isso porque elas são mais econômicas, esquentam menos o ambiente e também duram mais. Logo, a economia também aumenta.

Além disso, o ideal é maximizar a luminosidade natural do sol. Para isso, o recomendado é utilizar telhas com materiais leves e, se possível, transparentes a fim de otimizar a passagem da luz durante o dia e evitar o uso de lâmpadas nesse período.

Investimento em fontes renováveis de energia

O uso de fontes renováveis de energia advém da necessidade de poupar recursos naturais de maior importância. O maior exemplo nesse sentido são imensos impactos ambientais negativos com a produção de energia em hidroelétricas e termelétricas. Contudo, a boa notícia é o uso de fontes renováveis, como painéis solares.

Sistema de aquecimento solar

O investimento em painéis solares é fundamental para trazer mais economia para a residência e minimizar os riscos ambientes. Essa tecnologia capta a energia que é emitida por meio dos raios solares e a transforma em energia térmica ou gera eletricidade (devido a um mecanismo de produção de energia fotovoltaica).

Uso de materiais biodegradáveis

Os materiais utilizados na construção civil costumam ser perigosos e tóxicos, caso sejam despejados diretamente na natureza e venham a se decompor de forma natural. Nesse contexto, a opção por materiais alternativos biodegradáveis faz toda a diferença para garantir uma obra sustentável e de sucesso.

Confira quais são os principais materiais biodegradáveis usados para continuar o projeto imobiliário de uma construção civil na sequência:

  • cortiça;
  • bambu;
  • bioplásticos;
  • limóleo;
  • micélio;
  • telhado verde;
  • bioconcreto;
  • telhas ecológicas;
  • vidro inteligente;
  • tinta ecológica;
  • placa de fibra de alta densidade do tipo MDF.

Quais são as vantagens da sustentabilidade na construção civil?

O uso racional de recursos alternativos reduz as despesas operacionais e traz mais valorização para o empreendimento. Conheça, a seguir, outras vantagens de investir em práticas sustentáveis para a construção civil.

Garante incentivos fiscais

A construtora que fizer o uso racional dos recursos naturais e não causar impactos negativos para o meio ambiente, ou seja, quem investir em métodos sustentáveis em suas obras pode receber incentivos fiscais do governo. O maior exemplo é a criação do IPTU verde, um benefício que garante descontos de 5% a 20% sobre o valor do imposto que seria pago pelo imóvel.

Gera um bom custo-benefício

As construções utilizam materiais biodegradáveis, reciclados e mais econômicos. Nesse sentido, há um melhor gerenciamento dos recursos naturais, como o uso de telhas e tijolos sustentáveis, estruturas e revestimentos reciclados, entre outros.

Logo, haverá menos gastos de energia elétrica e até mesmo água, uma vez que os materiais usados são mais baratos em comparação com os demais que são vendidos em lojas convencionais.

Proporciona mais comodidade

As construções feitas com materiais sustentáveis são mais valorizadas por moradores. Isso porque os materiais usados apresentam características específicas, as quais proporcionam o isolamento térmico, o aproveitamento da energia natural, a manutenção de uma temperatura agradável e um sistema que garante o aquecimento adequado do ambiente. Todos esses fatores trazem mais conforto aos moradores.

Quais são as tendências tecnológicas no setor da construção civil?

A incorporação de novas tecnologias à construção civil é uma realidade. Essas ferramentas aumentam a produtividade dos profissionais que trabalham no projeto e trazem mais eficiência para a obra. Continue a leitura e conheça os principais tipos de tecnologias que se tornaram uma verdadeira tendência e têm tudo para serem utilizadas nos próximos anos.

Concreto inteligente

O concreto é um material essencial para todo tipo de construção no ramo civil. Devido a sua grande importância, ele é sempre renovado e aperfeiçoado. Existem diversas pesquisas cientificas que estão em desenvolvimento a fim de criar um concreto otimizado que tenha a função de auxiliar os moradores nas reais necessidades do dia a dia.

Um exemplo é a criação de um concreto translúcido formado de fibras óticas que permite a entrada de apenas uma parte da luz que vem de fora do ambiente. Nesse sentido, a necessidade do uso de lâmpadas e outros tipos de iluminação é menor, o que resulta na diminuição do consumo de eletricidade.

Outro exemplo é o concreto luminescente, composto por um material que consegue brilhar no escuro em diversas cores. O mecanismo de funcionamento se baseia em um composto de cristal que absorve a luz natural solar durante o dia e libera esse calor no período da noite.

Impressão 3D

Essa é uma ferramenta que tem roubado a cena quando o assunto é o desenvolvimento de tecnologias a fim de otimizar os trabalhos em obras. Ela vem sendo utilizada em grande escala, sobretudo em países mais desenvolvidos.

A produção de estruturas para serem utilizadas em uma obra por meio dessa tecnologia garante a criação de peças personalizadas e facilmente ajustáveis às necessidades do projeto, mesmo que este exija formatos complexos e rebuscados.

O maior exemplo de uso dessa inovação é a impressão 3D sobre trilhos, a qual tem a capacidade de construir casas populares em poucas horas por meio do uso de argamassa e de outros materiais que sobraram de outras obras.

A impressão 3D é uma tecnologia sustentável, uma vez que usa um volume menor de insumos e matéria-prima. Existem ainda as peças pré-fabricadas que já vêm prontas, bastando montar e encaixar no local da construção.

Wearables

Os wearables são dispositivos que podem ser vestidos no corpo, ou seja, podemos utilizá-los em nossa rotina. O principal exemplo é o relógio inteligente, o qual pode ser usado em obras para melhorar a segurança dos operários e controlar os batimentos cardíacos, reduzindo os riscos de acidentes.

Robôs-cupins

Essa tecnologia é responsável por desenvolver e construir um projeto sem a ajuda de engenheiros. Trata-se de um sistema que usa técnicas de coordenação indireta. Assim como os cupins, essa inovação tem a capacidade de detectar os materiais e fazer seu trabalho, ou seja, capturar um bloco de concreto, movê-lo e erguê-lo juntamente a outra estrutura e repetir esse movimento.

O resultado é um trabalho inteligente, contendo estruturas organizadas, fixas e firmes. Nesse sentido, o importante é incluir uma programação correta no sistema dos robôs para que eles desempenhem a função adequada.

Drones

O investimento em drones é bastante útil durante a etapa de execução de obras. O principal intuito é monitorar o andamento de médias e grandes construções por meio do registro fotográfico ou a gravação de vídeos.

Essas ferramentas ajudam a verificar as condições das estruturas do canteiro de obras, como tubulações e instalações elétricas e hidráulicas, trazendo uma visão mais ampla e completa sobre o espaço aéreo em que o projeto é ou será desenvolvido. Trata-se de uma forma de prevenir o surgimento de problemas e combater eventuais riscos antes que eles causem prejuízos para a construtora.

Lâmpadas LED

As lâmpadas LED iluminam bastante o canteiro de obras e são mais econômicas e duráveis. Isso faz com que elas sejam superiores em qualidade às lâmpadas tradicionais. Além disso, elas não esquentam muito o ambiente, favorecendo a manutenção de uma temperatura agradável.

Modelagem 3D

A modelagem 3D se baseia no uso de softwares que projetam um modelo de forma tridimensional semelhante ao original. Tudo é calculado por meio de dados matemáticos precisos, o que garante a eficiência do projeto. Assim, esse tipo de tecnologia vem sendo implementada aos poucos dentro do mercado, principalmente em virtude da complexidade de armazenagem e produção desse tipo de modelo em 3D.

Dispositivos e gestão móvel de documentos

A gestão móvel de documentos é uma tecnologia importante para o ramo da construção civil. Ela se baseia no uso de dispositivos móveis e softwares para acessar, diretamente do local da obra, as tecnologias, como registros fotográficos, as plantas de imóveis, as atividades que são incumbências de cada operário, entre outras.

Trata-se de uma maneira de agilizar a obra e alinhar os objetivos de projeto da construtora com aquilo que está efetivamente sendo construído. Para que tudo isso funcione de maneira adequada, é necessário investir em uma plataforma de gerenciamento de projetos especialmente desenvolvida para a construção civil. Essa ferramenta permite o envio de fotos e vídeos e garante a comunicação em tempo real entre os gestores do projeto, conferindo mais eficiência e rapidez para a obra.

Como a automação de processos é importante para a inovação na construção civil?

O setor da construção tem passado por um período de verdadeira transição. A recuperação desse ramo esbarra na premente necessidade de investir em ferramentas inovadoras que tenham a função de otimizar os produtos e serviços.

Por isso, a tecnologia se torna a protagonista nessa história por meio da automação de processos, que proporciona o uso de metodologias mais ágeis e eficientes dentro do canteiro de obras. Confira as principais questões envolvendo o uso de ferramentas automatizadas em obras a seguir.

O que é a automação na construção civil?

A modernização dos procedimentos que envolvem a construção civil se tornou um requisito essencial para que a construtora possa se destacar perante os clientes, especialmente diante de um mercado tão competitivo. Nesse sentido, o uso de tecnologias sustentáveis e equipamentos eletrônicos se tornou praticamente essencial para a construtora.

De fato, a automação na construção civil substitui grande parte da mão de obra, ajuda na execução das tarefas e garante o funcionamento adequado do sistema, reduzindo os custos e os riscos de falhas. Um dos maiores exemplos são o uso de drones, robôs, painéis de comando, nobreaks, sensores, barramento blindado, mecanismos de monitoramento, proteção de circuitos e outros mais.

Tudo isso pode otimizar a obra e garantir a produção de resultados mais ágeis e eficientes, além de gerar segurança e praticidade ao obedecer os procedimentos que foram originalmente planejados pela construtora. Diante desse cenário, investir em mecanismos automatizados é uma ótima estratégia para se manter na frente no mercado e obter uma ótima rentabilidade para a empresa.

Quais são os benefícios da automação na construção civil?

Confira as vantagens de utilizar a tecnologia para automatizar processos em obras e demais projetos de construção civil:

  • menores riscos de acidente;
  • apontamentos automáticos que garantem maior velocidade na execução dos processos;
  • redução do consumo de matérias primas;
  • maior produtividade em um curto prazo de tempo;
  • maior exatidão nos procedimentos;
  • substituição da força bruta por ferramentas inteligentes;
  • diminuição do desperdício de materiais;
  • maior chance de conclusão do trabalho dentro do prazo de entrega;
  • traz economia para o projeto;
  • garante maior valorização do imóvel;
  • a equipe se torna mais eficiente, o que reduz a necessidade de retrabalho;
  • diminuição da quantidade de máquinas utilizadas para operação em decorrência do uso otimizado da frota disponível;
  • consumo menor de combustível;
  • utilização adequada das máquinas conforme o tipo de trabalho que é executado.

Como funciona a automação na construção civil?

A implementação de novas soluções tecnológicas na gestão de obras requer um cuidado especial por parte das construtoras. Isso porque elas devem direcionar os investimentos para a instalação de sistemas arrojados e modernos de controle e monitoramento dos procedimentos, em especial um mecanismo que seja interligado com ERPs.

Trata-se de sistemas de controle de máquinas que estão diretamente interligados a todo o processo de planejamento e uso de tecnologia móvel. O objetivo é recolher dados e realizar a completa integração com o sistema de ERP.

Além disso, a automação também envolve o maior uso de recursos em sistemas de monitoramento das obras em tempo real a fim de verificar o estado das funções vitais do equipamento e a análise de ferramentas eletrônicas de diagnósticos. Isso é importante para identificar falhas e a existência de eventuais brechas no funcionamento que podem levar a problemas nos equipamentos, o que gera prejuízos tanto em questão de tempo quanto de recursos.

De fato, uma gestão mais acurada dos equipamentos tem o poder de melhorar a produtividade das operações, uma vez que reduz o risco de retrabalho, melhora a qualidade durante a execução das atividades e evita a ocorrência de erros ocasionados pelo trabalho humano.

Nesse sentido, a automação dos equipamentos pode ser exemplificada por meio de uso de rolos compactadores e equipamentos motoniveladores que apresentam um controle de nivelamento automático, ferramentas pavimentadoras de paredes e de concreto, plantas industriais, entre outros.

A automação residencial é uma ótima opção de investimento imobiliário. De fato, a implementação de novas tecnologias traz inovação na construção civil e está diretamente ligada à produtividade de uma obra, além de ser um elemento importante que vem transformando a maneira como os imóveis e empreendimento têm sido projetados e construídos.

Afinal, uma construtora que investe em ferramentas ágeis e eficientes tem mais chances de concluir o projeto mais rapidamente e com uma maior qualidade. Diante desse fato, é importante saber como escolher uma construtora confiável. Portanto, pesquise bastante antes de optar pela empresa que ficará responsável pelos serviços.

Quer continuar por dentro das maiores tendências do mercado imobiliário? Então, assine nossa newsletter e receba conteúdos de qualidade como este diretamente em seu e-mail!


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ASSINE NOSSA NEWSLETTER: