Envie uma mensagem
Chat
online
Fale com um consultor
Fale via whatsapp
BLOG

Glossário do mercado imobiliário: 9 principais termos para conhecer

17/06/2019
ASSINE NOSSA NEWSLETTER:

Você já ouviu falar em glossário do mercado imobiliário? Bom, provavelmente não, mas se trata apenas de um conjunto de termos com os quais profissionais do ramo estão bastante acostumados. Mas quem não é da área sente dificuldades em entender determinadas palavras e pode ficar perdido na conversa.

No entanto, é essencial que investidores de imóveis tenham conhecimento desses termos, pois, afinal de contas, sua renda depende do mercado imobiliário. Para ajudar você a entender melhor expressões utilizadas nesse setor, preparamos este post. Nele, você encontra os principais termos utilizados por corretores de imóveis. Confira!

1. Contrato de promessa de compra e venda

Esse é um documento que antecede o contrato definitivo de compra e venda. Trata-se de um papel que comprador e vendedor assinam, comprometendo-se a finalizar uma negociação de compra e venda, de acordo com as condições de pagamento estabelecidas no contrato.

Ele é muito utilizado por pessoas que compram imóveis na planta e finalizado quando o bem está pronto, e o comprador quita a dívida. Então, o proprietário do imóvel faz a transferência do bem para o novo dono.

2. Contrato de gaveta

É um contrato não oficial, no qual são registrados todos os processos de compra e venda de um imóvel. No entanto, esse documento não é registrado em cartório, nem passa por reconhecimento de firma.

O documento é uma forma de garantia de que ambas as partes cumprirão o acordo que fizeram verbalmente. No entanto, para utilizar um contrato de gaveta, é preciso que as pessoas envolvidas na negociação confiem muito uma na outra.

Isso porque, ao fazer esse tipo de contrato, todos os processos de financiamento do imóvel são feitos pelo proprietário do bem. Dessa forma, enquanto o comprador não termina de pagar as parcelas, o financiamento fica no nome de quem fez o empréstimo junto ao banco, ou seja, o proprietário vendedor.

3. Escritura de imóvel

Esse é um dos termos mais comuns do glossário do mercado imobiliário, e, com certeza, você já ouviu muito falar nele. Aliás, como investidor experiente, você já fez escrituras de imóveis não somente uma vez.

O documento deve ser elaborado em cartório e representa o ato jurídico da transmissão de posse de um imóvel do proprietário para o comprador. Na escritura, constam todos os dados dos envolvidos na negociação, como também o valor do imóvel que foi negociado, como forma de pagamento da transação.

4. ITBI

Esse é um termo bastante conhecido também, pois diversas construtoras anunciam imóveis oferecendo o pagamento dessa taxa para seus clientes. Mas você sabe o que significa?

O Imposto de Transmissão de Bens Imóveis é uma taxa exigida pelo município sempre que um imóvel passa de um proprietário para outro. Então, independentemente de você comprar um apartamento com uma pessoa física ou construtora, esse imposto deve ser pago.

Essa é uma despesa arcada pelo comprador. Sem o pagamento da taxa, o processo de compra e venda não pode ser oficializado em cartório, pois o imóvel não pode ser transferido para o nome do novo comprador, e os documentos não podem ser liberados.

5. Avaliação imobiliária

O nome já diz por si só. A avaliação imobiliária consiste no procedimento executado por um profissional especializado, que, após uma verificação detalhado do imóvel, determina um valor para venda.

No processo, são levados em consideração diversos pontos, como localização do imóvel, conservação de acabamentos e revestimentos, materiais utilizados na construção, e estrutura do bem também são avaliados.

Outros pontos como idade do imóvel, área de lazer, vagas de garagem e preço de imóveis do mesmo padrão nas redondezas também servem como parâmetro para estabelecer um preço para o bem.

6. Custo de oportunidade

O custo de oportunidade é um termo menos comum entre as expressões existentes no glossário do mercado imobiliário citadas, mas também é importante que você saiba do que se trata.

Na realidade, esse é um conceito da economia utilizado como critério quando vamos tomar decisões em relação ao nosso dinheiro. Ele se refere ao custo das outras opções que poderíamos tomar com o dinheiro em questão. 

7. Leilão de imóveis

O termo leilão é bastante comum, e há esse tipo de transação para diversos tipos de produtos, inclusive imóveis. Durante um leilão, várias pessoas disputam a compra de um imóvel pelo menor preço. 

Funciona assim: é estabelecido um valor mínimo para a venda, e, então, os interessados começam a dar lances. Leva o imóvel quem oferece o valor mais alto. Mesmo assim, compradores que negociam imóveis por leilões conseguem casas e apartamentos com valores bastante atrativos.

O leilão é uma transação legal, e os imóveis destinados a esse processo vêm de ações de execução ou são tomados por bancos quando os proprietários não honram o compromisso com a instituição de pagar o financiamento contratado para a compra do bem.

8. Valor de mercado

Esse é um termo bastante utilizado no mercado imobiliário e se refere ao valor de compra e venda de um imóvel baseado na lei da oferta e da procura. Então, se a demanda por imóveis é maior do que a quantidade disponível, os valores tendem a ficar em mais altos.

Mas, se há uma grande oferta de imóveis e uma procura bem-menor de compradores, a tendência é que os valores caiam. 

9. Habite-se

Quando uma obra de construção ou reforma é concluída, é necessário que ela passe por uma vistoria do município para comprovar que os imóveis estão em condições habitáveis. Depois de realizar a auditoria e constar que o local está em perfeitas condições para receber os novos moradores, a prefeitura emite um documento, que é chamado de Habite-se.

Esses são os principais termos contidos no glossário do mercado imobiliário. Claro que há diversas outras expressões, mas essas são as principais. É fundamental que você, como investidor, conheça cada uma delas para que não se perca durante as negociações. Além disso, conhecer a linguagem técnica evita que você caia em armadilhas, como fazer um contrato de gaveta com uma pessoa que não conhece muito bem.

Gostou do post e pretende ser um investidor do setor imobiliário? Então confira nosso Guia completo para investidores iniciantes.

 

ASSINE NOSSA NEWSLETTER: